domingo, 2 de dezembro de 2007

Amigo secreto

Na semana passada sorteamos o amigo secreto da família, peguei uma pessoa que tem gosto parecido com o meu, e, com isso, ao invés de comprar para mim um livro que estou namorando, vou dá-lo de presente. O livro fala sobre um dos pintores que eu mais adoro, chama-se Norman Rockwell.

O Rockwell foi um grande pintor e sobretudo um dos maiores ilustrador norte-americano do século XX. Suas ilustrações, que serviram de capa durante décadas para o The Saturday Evening Post, contam histórias inteiras com apenas uma imagem. Uma de minhas preferidas é esta que postei aqui. A imagem não está muito boa, mas dá para ver direito a expressão do menino. Atrás dele, em uma cômoda, aparentemente recém-aberta, partes da roupa de Papai Noel estão expostas. Alguns dizem que o rosto reproduz o espanto dele em saber que Papai Noel não existe, porém gosto de achar que a expressão expressa uma confusão maior: Papai Noel não existe, ou o Papai Noel é o meu pai? Esse é o Rockwell, uma cena contando uma história inteira.

Para quem quiser saber mais: http://www.nrm.org/

2 comentários:

Casti disse...

Paulo,no fundo, ainda existe aquela espera e o Noel reluta em ser apagado dos bons momentos de nossa infância.

Pegando um livro na prateleira!

Abraço,
Casti

Pedro disse...

imagino que esteja mais para a dúvida em crer que "Papai-Noel é meu pai?!"

Maravilhosa a imagem.